Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

domingo, 1 de março de 2015

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 01/03/2015

    Hoje,  01/03 às 01:42 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 4.7. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 120 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, dentro do limite de 200 milhas, ou 370 km, da Zona Econômica Exclusiva do Brasil), a 698 km  a NE de Fernando de Noronha, a 1.045 km a NE de Touros, a  1.070 km a NE de Natal e a 1.250 km a ENE de Fortaleza.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro desse evento pela estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 24/02/2015

    Hoje,  24/02, às 06:54 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 5.1. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 369 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, dentro do limite de 200 milhas da Zona Econômica Exclusiva do Brasil), a 889 km  a NE de Fernando de Noronha, a 1.260 km a NE de Touros, a  1.270 km a NE de Natal e a 1.490 km a ENE de Fortaleza.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro do evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro dos retângulos vermelhos.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 21/02/2015

    No dia 21/02, às 11:34 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 5.3. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 902 km a W de Santa Helena, a 995 km a S de Ascensão, a 2.450 km a ESE de Recife, a 2.490 km  a ESE de Maceió e a  2.670 km a E de Salvador.
    Este evento é o quinto terremoto, em menos de uma semana, a ocorrer frente à costa leste do Brasil.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. 
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Novos tremores na cordilheira meso-oceânica entre 14 e 20/02/2015

     Entre os dias 14 e hoje (20/02) ocorreram quatro tremores na cordilheira meso-oceânica em frente à costa leste do Brasil.
    O primeiro tremor ocorreu no dia 14/02, às 16:54 UTC, e teve magnitude  5.2. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 953 km a W de Santa Helena, a 985 km a S de Ascensão, a 2.440 km a ESE de Recife, a 2.640 km  a ESE de Salvador e a 2.760 km a ENE de Vitória.
    O segundo tremor ocorreu no dia 15/02, às 12:10 UTC, e teve magnitude  5.1. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 475 km a NE de Ascensão, a 2.280 km a E de Fernando de Noronha, a 2.580 km a ENE de Recife e a 2.590 km a ENE de Natal.
    O terceiro tremor ocorreu no dia 18/02, às 02:20 UTC, e teve magnitude  5.4. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 106 km a ENE de Ascensão, a 2.150 km a ESE de Fernando de Noronha, a 2.360 km a E de Recife e a 2.410 km a ENE de Natal.
    O quarto tremor ocorreu no dia 20/02, às 09:08 UTC, e teve magnitude  5.3. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 1.104 km a SW de Santa Helena, a 1.660 km a S de Ascensão, a 2.770 km a E de Vitória e a 3.030 km a E do Rio de Janeiro.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo do dia 14 está simbolizado pela estrela branca. O epicentro do sismo do dia 15 está simbolizado pela estrela verde. O epicentro do sismo do dia 18 está simbolizado pela estrela amarela. O epicentro do sismo do dia 20 está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
      O registro do evento de hoje (20/02) na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

Tremor de terra em Alagoas em 18/02/2015 (hora local)

    Na noite de 18/02, às 22:49, hora local (01:49 UTC do dia 19), ocorreu um tremor de terra, de magnitude 2.3, que foi sentido nos municípios de Arapiraca, Lagoa da Canoa e Girau do Ponciano. Os parâmetros desse evento constam do Boletim Sísmico Brasileiro (http://www.sismo.iag.usp.br/portal) e foram obtidos utilizando as diversas estações instaladas na região. 
     O mapa de localização epicentral está mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. A estrela vermelha representa o epicentro do sismo. Os triângulos azuis mostram as estações da rede RSISNE mais próximas do epicentro (NBAN, Anadia-AL; NBRF, Rio Formoso-PE).
    O registro desse evento na estação NBRF é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento na estação NBRF.
      Esse evento é claramente um sismo mas não foi interpretado como tal por alguns meios de comunicação da região que afirmaram tratar-se de um trovão, como por exemplo:
      Segundo o repórter Pedro Neto, da TV Gazeta, um outro tremor teria sido sentido na região na madrugada do dia19 (cerca das 4 horas, hora local). Foi feita uma varredura nos registros da estação NBRF e não ficou claro se esse evento de fato existiu e, se tal, foi de magnitude menor que o do dia 18. Somente uma leitura dos dados da estação NBAN, em Anadia-AL vai permitir dirimir essa dúvida.
    A estação NBAN é a estação mais próxima da área epicentral (cerca de 50 km de distância) mas, no momento, não temos acesso a ela via internet. Esse problema será sanado no início da próxima semana quando o técnico Eduardo Menezes estará na região para implementar esse acesso. Tanto a estação NBAN quanto a estação NBRF fazem parte da Rede Sismográfica do Nordeste (RSISNE) operada pelo LabSis/UFRN.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; IAG/USP
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Guilherme Sampaio

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Falecimento do Prof. Peter Bormann em 11/02/2015

    A comunidade sismológica está de luto com o falecimento, em Natal, ontem, dia 11/02, às 04:30 (hora local) do Prof. Peter Bormann. O Prof. Peter Bormann morreu de pneumonia. De luto também está sua esposa, Renate Bormann, que estava com ele em Natal.
    O Prof. Bormann foi um eminente sismólogo, com inúmeras contribuições à sismologia, que fez sua carreira no GFZ (GeoForschungsZentrum, ou Centro de Pesquisas para Geociências), em Potsdam, Alemanha. Quando em Potsdam contribuiu para a formação de diversos sismólogos em início de carreira, que por lá passaram, em cursos promovidos pela UNESCO. Foi editor do "New Manual of Seismological Observatory Practice", do IASPEI (International Association of Seimology and Physics of the Earth's Interior).
    Atualmente o Prof. Bormann estava aposentado e vinha atuando como pesquisador visitante no Departamento de Geofísica da UFRN, com bolsa do CNPq. 
    Todos nós do LabSis sentiremos sua falta em especial Aderson do Nascimento, atual coordenador do LabSis, que foi seu aluno em Potsdam.

Fonte: LabSis/UFRN
Aderson do Nascimento, Joaquim Ferreira

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 09/02/2015

    Hoje,  09/02, às 07:59 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 5.3. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 944 km a NNW de Ascensão, a 1.360 km a E de São Pedro e São Paulo, a 1.770 km  a ENE de Fernando de Noronha e a  2.130 km a ENE de Natal.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro desse evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

Novo tremor na Serra da Meruoca-CE em 07/02/2015

    Fomos comunicados por Freire Filho, blogueiro de Alcântaras, de que um tremor havia sido sentido nessa cidade no dia 07/02. Ver:
http://portaljovensac.blogspot.com.br/2015/02/tremor-volta-ser-sentido-na-serra-da.html  
    Ao analisarmos os sismogramas da estação de Morrinhos (NBMO)  verificamos que, de fato, o evento havia ocorrido às 17:01 UTC (14:01 hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 1.8.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.
Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. Os triângulos vermelhos simbolizam as estações sismográficas operando na região: Sobral (SBBR) e Morrinhos (NBMO).
   
     O registro do evento na estação NBMO é mostrado na Figura 2. 

Figura 2. Registro do evento na estação SBBR.
    A atividade sísmica na região da Serra da Meruoca, ocorre no limite dos municípios de Sobral, Alcântaras e Meruoca desde janeiro de 2008. O evento de maior magnitude (4.2) ocorreu em maio de 2008 e, desde então, de vez em quando, ocorre um tremor sentido pela população. Como acontece normalmente em tais circunstâncias, não dá para prever qual a evolução futura dessa atividade sísmica.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira

Novos tremores em Caruaru-PE em 07 e 08/02/2015

    A atividade sísmica em Caruaru continua. Temos recebido relatos diários de Jaciara Holanda, repórter da Rádio Liberdade de Caruaru, sobre os tremores que continuam ocorrendo na região. Como estamos com problemas no sismógrafo da estação de Caruaru (NBCA), somente temos registros do acelerógrafo (baixo ganho),  e nem todos os eventos relatados podem ser claramente identificados nos registros de NBCA. Foram consultados também os registros das estações de Rio Formoso (NBRF) e Livramento (NBLI) para tentar identificar os eventos. Segundo Jaciara foram sentidos 4 eventos no sábado, dia 07, e 1 no domingo, dia 08. Desses eventos somente foram claramente registrados três, no sábado.
    O primeiro evento ocorreu às 08:17 UTC (05:17, hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 1.2. O segundo evento ocorreu às 08:23 UTC (05:23, hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 1.7. O terceiro evento ocorreu às 20:55 UTC (17:55, hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 1.6. 
    O registro do evento de magnitude 1.7, na estação NBCA, é mostrado na Figura 1.

Figura 1: registro do sismo de magnitude 1.7 do dia 07/02 em NBCA.
    Como se pode notar, a atividade sísmica em Caruaru continua tendo sido reportados eventos em quase todos os dias desde o dia 03/02. No entanto, embora pareça que um novo ciclo esteja em andamento, não é possível prever como essa atividade vai evoluir.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Novos tremores em Caruaru-PE em 06/02/2015

    Fomos contatados por Jaciara, da Rádio Liberdade de Caruaru, que nos comunicou que dois eventos haviam sido sentidos na cidade à poucos instantes (na hora do telefonema). Analisamos rapidamente os dados e verificamos que esses eventos foram registrados. Os resultados das magnitudes são preliminares. O primeiro evento, de magnitude 2.2, ocorreu às 22:10 UTC (19:10, hora local). O segundo evento, de magnitude 1.5, ocorreu às 22:11 UTC (19:11, hora local).
     O registro do primeiro evento na estação de Caruaru (NBCA) é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Registro do evento de magnitude 2.2 em NBCA.
    Pela evolução da atividade sísmica parece, mas não é certo, que se possa estar entrando num período em que teremos vários sismos sentidos pela população, o que já ocorreu diversas vezes na história de Caruaru. Mas vamos ter que aguardar mais um pouco para podermos afirmar, com certeza, que esse tipo de atividade realmente está em ação.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira