Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Novos tremores na cordilheira meso-oceânica em 19/10/2014

     Domingo, 19/10, ocorreram quatro tremores na cordilheira meso-oceânica. Três desses tremores ocorreram em um aglomerado a aproximadamente 1.270 km ao norte da costa cearense. Os horários (UTC) e as magnitudes dos eventos desse aglomerado foram: 19:51 - 4.9, 20:06 - 4.9; 23:56 - 4.8. O evento isolado ocorreu às 22:46 UTC, teve magnitude 4.8, e o epicentro foi localizado a aproximadamente 775 km a NNE da ilha de Ascensão.
    O mapa de localização epicentral desses eventos está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. Os pequenos círculos laranja representam os três sismos do aglomerado ao norte da costa cearense. O pequeno círculo azul representa o evento isolado.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

Novo tremor em Pedra Preta-RN em 18/10/2014

    Sábado, dia 18/10, ocorreu um novo tremor em Pedra Preta acima do limiar de percepção (1.5). O evento ocorreu às 14:28 UTC (11:28, hora local) e teve magnitude 2.3. O epicentro desse tremor está a aproximadamente 12 km a SSE de Jandaíra e a 14 km a NNE de Pedra Preta.
     O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do evento está representado pela estrela vermelha.  Os triângulos representam as estações RCBR (em vermelho) e ACCP (azul). Em destaque os limites do município de Pedra Preta.
    O registro do evento na estação de Riachuelo (RCBR) está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em RCBR.
    O último evento acima do limiar de percepção foi registrado no dia 28/06 e teve magnitude 3.0. Embora a atividade sísmica tenha diminuído nos últimos meses ela ainda persiste após quase 4 anos de seu início, em dezembro de 2010. Mais uma vez reafirmamos que não é possível prever a evolução da atividade sísmica em Pedra Preta.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Suélio Carolino

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Novo tremor em Taipu-RN em 15/10/2014

    Hoje, dia 15/10, ocorreu um novo tremor em Taipu RN e que foi registrado pelas estações de João Câmara (ACJC), Riachuelo (RCBR) e Taipu (ACTP). O sismo ocorreu  às 05:13 do dia 15/10 (02:13, hora local) e teve magnitude estimada em 2.2. 
    O mapa de localização epicentral encontra-se na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. Os triângulos vermelhos indicam a localização das estações de João Câmara (ACJC),  Riachuelo (RCBR) e Taipu (ACTP). Em destaque a área do município de Taipu.
    O registro do evento  na estação RCBR encontra-se na Figura 2.

Figura 2.  Registro do evento na estação RCBR.
    Com o intuito de acompanhar mais de perto a atividade sísmica em Taipu, no dia 09/10, foi instalada a estação de Taipu (ACTP). Uma foto da mesma pode ser vista na Figura 3.

Figura 3. Estação de Taipu (ACTP).
    A atual atividade sísmica em Taipu foi detectada no início do mês de setembro e ainda persiste. Reafirmamos, mais uma vez, que é impossível prognosticar como será sua evolução.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 12/10/2014

     Domingo, 12/10, às 17:07 UTC ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 5.3. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 951 km a SW da ilha de Santa Helena,  a 2.950 km  a E de Vitória, a 3.010 km a ESE de Salvador e a 3.220 km a ENE do Rio de Janeiro.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro do evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Seminário LabSis de 09/10/2014

    Hoje, quinta-feira, dia 09/10, às 15:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o sexto seminário do LabSis, do ciclo de 2014. O palestrante será o doutorando Flodoaldo Simões. 

Título:  Estimativa dos tempos residuais relativos telessísmicos no Nordeste Brasileiro

Resumo:

    O estudo do manto superior da Terra é importante para a determinação dos regimes tectônicos, a evolução térmica e geológica dos continentes, assim como para a compreensão do estilo de convecção regional. O entendimento de outros fenômenos de importância geológica, como a formação de bacias intracratônicas, o soerguimento de planaltos nos continentes ou a origem do vulcanismo intraplaca, tem precisado da identificação de estruturas anômalas profundas sob os continentes. Propomos a elaboração de um estudo tomográfico do manto superior (litosférico e astenosférico) sob a Província Borborema. A tomografia sísmica de velocidade de onda P, obtidas a partir de tempos residuais telessísmicos,  serão determinadas para várias profundidades visando explorar a estrutura do manto superior para compreender melhor a origem do vulcanismo Cenozóico e o soerguimento do Planalto da Borborema. Nesse seminário serão apresentados os eventos selecionados assim como alguns resultados iniciais obtidos pelo método de correlação cruzada de VanDecar e Crosson (1990).

Fonte: LabSis/UFRN
Flodoaldo Simões, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Joaquim Ferreira

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Novo tremor em Taipu-RN em 07/10/2014 UTC

    Hoje, dia 07/10, ocorreu um novo tremor em Taipu RN e que foi registrado pelas estações de João Câmara (ACJC) e Riachuelo (RCBR). O sismo ocorreu  às 01:12 do dia 07/10 UTC (22:12, hora local do dia 06/10) e teve magnitude estimada em 2.5. 
    O mapa de localização epicentral encontra-se na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. Os triângulos vermelhos indicam a localização das estações de João Câmara (ACJC) e Riachuelo (RCBR). Em destaque a área do município de Taipu.
 O registro do evento  na estação RCBR encontra-se na Figura 2.

Figura 2.  Registro do evento na estação RCBR.
Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Suélio Carolino, Eduardo Menezes, Regina Spinelli

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Novos tremores em Taipu-RN em 04/10/2014

    No sábado, dia 04/10, ocorreram três novos tremores em Taipu RN que foram registrados pelas estações de João Câmara (ACJC) e Riachuelo (RCBR). Os três sismos ocorreram num intervalo de aproximadamente quatro horas. O primeiro evento ocorreu às 20:47 UTC (17:47, hora local) e teve magnitude estimada em 2.7. Os dois outros eventos foram microtremores, um às 23:12 UTC (20:12, hora local) e 00:57 UTC do dia 05 (21:57, hora local, do dia 04). O primeiro evento foi sentido na região e os dois microtremores, como tais, estão fora do limite de percepção pelas pessoas. 
    Esses eventos ocorreram a aproximadamente 7 km a NNE de Taipu, 26 km a ESE de João Câmara e 48 km do centro da cidade de Natal.
    O mapa de localização epicentral encontra-se na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está representado pela estrela vermelha. Os triângulos vermelhos indicam a localização das estações de João Câmara (ACJC) e Riachuelo (RCBR). Em destaque os limites do município de Taipu.
      O registro do evento de magnitude 2.7 na estação RCBR encontra-se na Figura 2.

Figura 2.  Registro do evento de magnitude 2.7 na estação RCBR.
    A atual atividade sísmica em Taipu foi detectada no início do mês de setembro e ainda persiste. Reafirmamos, mais uma vez, que é impossível prognosticar como será sua evolução.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Suélio Carolino, Eduardo Menezes, Regina Spinelli

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Seminário LabSis de 02/10/2014

     Hoje, quinta-feira, dia 02/10, às 15:30 h, no auditório do Módulo REUNI do Departamento de Geofísica, acontece o quarto seminário do LabSis, do ciclo de 2014. A palestrante será a doutoranda Rafaela Dias. 

Título:  Tomografia de velocidade de grupo de onda Rayleigh da Província Borborema, NE do Brasil, a partir de ruído sísmico de ambiente

Resumo:

    O ruído sísmico de ambiente tem sido tradicionalmente considerado como uma perturbação não desejada do ambiente que “contamina” a aquisição de dados de terremotos. Mas ao longo da última década tem sido mostrado que informações coerentes sobre a estrutura do subsolo podem ser extraídas a partir de correlações cruzadas do ruído sísmico de ambiente. Através da correlação cruzada de ruído simultaneamente registrado em duas estações sísmicas, a função de Green empírica para o meio de propagação entre elas pode ser reconstruída. Além disso, para períodos inferiores que 30 s o espectro sísmico do ruído de ambiente é dominado pela energia microsísmica e, como a energia microsísmica viaja principalmente como ondas de superfície, a reconstrução da função de Green empírica é geralmente proporcional à porção de onda de superfície do campo de ondas sísmico. 
    Neste trabalho, apresentamos 333 funções de Green empíricas obtidas a partir das correlações cruzadas empilhadas de 1 mês do ruído sísmico de ambiente da componente vertical para diferentes pares de estações sísmicas na Província Borborema do Nordeste do Brasil. As funções de Green empíricas mostram que o sinal emergido é dominado por ondas Rayleigh e que as velocidades de dispersão podem ser medidas confiavelmente para faixas de períodos entre 5 e 20 s. 
    O estudo inclui estações permanentes de uma rede sísmica de monitoramento e estações temporárias de experimentos passivos anteriores na região, resultando em uma rede combinada de 34 estações separadas por distâncias entre 40 e 1.287 km, aproximadamente. 
    Velocidades de grupo do modo fundamental foram obtidas para todos os pares de estações e depois invertidas tomograficamente para produzir mapas de variação de velocidade de grupo. Em períodos mais curtos (5-10 s) os mapas tomográficos mostram uma boa correlação com a geologia superficial, com velocidades lentas definindo as principais bacias rifte (Potiguar, Tucano e Recôncavo) e velocidades rápidas definindo a localização do Cráton São Francisco Pré-Cambriano e o domínio Rio Grande do Norte. Em períodos mais longos (15-20 s) a maioria das anomalias de velocidade desaparecem, e apenas aquelas associadas com a bacia Tucano e o Cráton de São Francisco profundos permanecem. O enfraquecimento da anomalia de velocidade rápida do domínio Rio Grande do Norte sugere que esta é uma estrutura supracrustal ao invés de um terreno litosférico, e acrescenta novas restrições sobre a evolução Pré-cambriana da Província Borborema.

Fonte: LabSis/UFRN
Rafaela Dias, Jordi Julià, Rodrigo Pessoa, Joaquim Ferreira

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Novo tremor em Pedra Preta-RN em 28/09/2014

    Ontem, dia 28/09, ocorreu um novo tremor em Pedra Preta acima do limiar de percepção (1.5). O evento ocorreu às 23:45 UTC (20:45, hora local) e teve magnitude 3.0. O epicentro desse tremor está a aproximadamente 12 km a SSE de Jandaíra e a 14 km a NNE de Pedra Preta.
     O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do evento está representado pela estrela vermelha.  Os triângulos representam as estações RCBR (em vermelho) e ACCP (azul). Em destaque os limites do município de Pedra Preta.
    O registro do evento na estação de Riachuelo (RCBR) está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em RCBR.
  
    O último evento acima do limiar de percepção foi registrado no dia 22/06 e teve magnitude 2.7. Embora a atividade sísmica tenha diminuído nos últimos meses ela ainda persiste após quase 4 anos de seu início, em dezembro de 2010. Mais uma vez reafirmamos que não é possível prever a evolução da atividade sísmica em Pedra Preta.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET, USGS
Joaquim Ferreira

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 24/09/2014

    Ontem, 24/09, às 04:54 UTC ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 4.8. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente a 954 km a NNW da ilha de Ascensão,  a 1.335 km  a ESE de São Pedro e São Paulo, a 1.740 km a ENE de Fernando de Noronha e a 2.090 km a ENE de Natal.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira