Contatos

twitter: @LabSisUFRN; telefone: 84 3215-3796;
facebook: LabSis Ufrn

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Novos tremores na cordilheira meso-oceânica de 19 a 25/05/2015

    Entre 19 e 25/05 ocorreram vários tremores na cordilheira meso-oceânica, sendo que 5 eventos ocorreram muito próximos um do outro e um evento de forma isolada. A hora de origem (UTC) dos eventos e a magnitude encontra-se na tabela:
    1) 2015 05 19  10:14:10   m=5.2
    2) 2015 05 24  00:39:36   m=5.0
    3) 2015 05 24  04:07:20   m=4.9
    4) 2015 05 24  04:53:22   m=6.3
    5) 2015 05 24  23:59:47   m=5.1
    6) 2015 05 25  02:06:24   m=5.2
    Os eventos 1,2,3,4 e 6 ocorreram praticamente num mesmo local, a aproximadamente 910 km a W da ilha de Santa Helena, a 2.460 km a ESE de Recife e a 2.660 km a ESE de Salvador, sendo que o evento de maior magnitude dessa sequência atingiu a magnitude 6.3. O evento isolado (5), de magnitude 5.1, ocorreu a aproximadamente 1.050 km a NW de São Pedro e São Paulo, a 1.250 km a NNE de Fortaleza, a 1.410 km a NE de São Luís e a 1.460 km a NNW de Natal. 
    Todos esses eventos foram bem registrados pelas estações operadas pela UFRN no Nordeste do Brasil.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. Os números correspondem à tabela.
    O registro do evento de magnitude 6.3, na estação RCBR, é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24 h da estação RCBR do dia 24/05/2015 mostrando o registro do evento de magnitude 6.3.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira, Guilherme Sampaio

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Novo tremor na Serra da Meruoca-CE em 13/05/2015

     Fomos comunicados, hoje pela manhã, por Francisco Brandão, da Defesa Civil do Ceará, que um tremor de terra tinha sido sentido em Alcântaras, na Serra da Meruoca. Segundo Brandão, esse tremor foi sentido com maior intensidade que o do dia 05 de maio.
    Esse evento foi registrado por várias estações operadas pela UFRN no Nordeste do Brasil. O sismo ocorreu às 11:24 UTC (08:24, hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 3.2.
   O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. Os triângulos azuis simbolizam as estações sismográficas operando na região: Sobral (SBBR) e Morrinhos (NBMO).
     O registro do evento na estação NBMO é mostrado na Figura 2. 

Figura 2. Sismograma diário da estação NBMO. O evento está claramente registrado em vermelho.
    Mais uma vez temos um evento na área sísmica da Serra da Meruoca. Essa sismicidade tem sido sentida desde janeiro de 2008 com períodos de maior e menor atividade. O evento de maior magnitude (4.2) ocorreu em maio de 2008 e, desde então, de vez em quando, ocorre um tremor sentido pela população. Como acontece normalmente em tais circunstâncias, não dá para prever qual a evolução futura dessa atividade sísmica.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Guilherme Sampaio, Neymar Costa

terça-feira, 5 de maio de 2015

Novo tremor na Serra da Meruoca-CE em 05/05/2015

     Fomos comunicados, hoje pela manhã, pelo subtenente Marcos Costa, da Defesa Civil de Sobral, que um tremor de terra tinha sido sentido na Serra da Meruoca. Segundo Nogueira, também da Defesa Civil de Sobral, foi informado que houve queda de telhas em uma casa na área epicentral.
    Esse evento foi registrado por várias estações operadas pela UFRN no Nordeste do Brasil. O sismo ocorreu às 12:11 UTC (09:11, hora local) e teve magnitude preliminar estimada em 2.9.
   O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. Os triângulos azuis simbolizam as estações sismográficas operando na região: Sobral (SBBR) e Morrinhos (NBMO).
     O registro do evento na estação NBMO é mostrado na Figura 2. 

Figura 2. Sismograma diário da estação NBMO. O evento está claramente registrado em verde.
    A atividade sísmica na região da Serra da Meruoca, ocorre no limite dos municípios de Sobral, Alcântaras e Meruoca desde janeiro de 2008. O evento de maior magnitude (4.2) ocorreu em maio de 2008 e, desde então, de vez em quando, ocorre um tremor sentido pela população. Como acontece normalmente em tais circunstâncias, não dá para prever qual a evolução futura dessa atividade sísmica.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Guilherme Sampaio, Bruno Colaço

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Tremor de terra no Ceará em 17/04/2015 (h. local)

    Na noite de 17/05 às 21:46 (hora local; 00:46 do dia 18 UTC) ocorreu um tremor de magnitude preliminar 2.2. Esse evento foi sentido em no Vale do Jaguaribe, principalmente em Jaguaruana,  Russas, Itaiçaba e Palhano, conforme relatado no Blog do Diomar (http://blogdodiomararaujo.blogspot.com.br/2015/04/tremor-de-terra-assusta-moradores-do.html). Nesta manhã o técnico da Defesa Civil do Ceará, Francisco Brandão, entrou em contato com as autoridades da região confirmando a veracidade das informações.
    O mapa de localização preliminar está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha.
    O registro desse evento pela estação de Cascavel (NBCL) é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento na estação NBCL.
Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Guilherme Sampaio

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Tremor de terra em Quixeramobim-CE em 15/04/2015

    Ontem, 15/04, às 122:18 UTC (09:18 hora local) ocorreu um tremor de terra no município de Quixeramobim. A magnitude preliminar desse evento foi estimada em 2.5.
     A possibilidade da ocorrência desse tremor foi levantada pela COMDEC de Quixeramobim que entrou em contato com Francisco Brandão, da Defesa Civil do Ceará e que nos comunicou. Esse tremor foi sentido na zona rural do município, conforme foi noticiado em blog (http://quixeramobimagora.blogspot.com.br/2015/04/ouvintes-relatam-tremor-de-terra-na.html).
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. A estação de Pedra Branca (NBPB), pelo triângulo azul. Em destaque, os limites do município de Quixeramobim.
    O registro desse evento na estação NBPB está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento na estação NBPB.
Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Guilherme Sampaio

quinta-feira, 26 de março de 2015

Tremor em Beberibe-CE em 25/03/2015 (hora local)

     No dia 25/03, às 23:24, hora local (02:24 UTC do dia 26/03), ocorreu um tremor em Beberibe de magnitude preliminar estimada em 3.0. Esse evento foi registrado por diversas estações operadas pelo LabSis.

    Logo pela manhã avisamos Francisco Brandão, da Defesa Civil do Ceará, sobre o evento. Num primeiro levantamento sobre os efeitos do tremor ele obteve a informação de que o evento  foi sentido mais forte em Boqueirão de Cesário, onde vibrou bem o chão, chiou telhas em várias casas, tremeu parede e assustou a população local. Em outra localidade a aproximadamente 16 km ao norte de Boqueirão, Serra do Félix, o tremor foi sentido com menor intensidade.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Cascavel (NBCL) que é a estação permanente da rede RSISNE mais próxima do epicentro. Em destaque, os limites do município de Beberibe.
    O registro do evento na estação NBCL está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma 24 horas da estação NBCL do dia 26/03/2015 UTC. O evento está em vermelho na parte superior do sismograma.
Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes, Guilherme Sampaio

quarta-feira, 18 de março de 2015

Novos tremores na cordilheira meso-oceânica em 12, 14 e 15/03/2015

    Nos dias 12, 14 e 15/03 novos tremores voltaram a ocorrer na cordilheira meso-oceânica. O primeiro evento ocorreu no dia 12/03,  às 15:23 UTC, ao norte da costa norte do Brasil. O segundo evento ocorreu no dia 14/03, às 03:21 UTC, a leste da costa leste do Brasil. O terceiro evento ocorreu no dia 15/03, às 22:47, também a leste da costa leste do Brasil.
    O mapa mostrando a localização dos epicentros desses sismos está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro 1 corresponde ao evento de 12/03.  O epicentro 2 corresponde ao evento de 14/03.   O epicentro 3 corresponde ao evento de 15/03.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira

sexta-feira, 13 de março de 2015

Tremor no oceano fora da cordilheira meso-oceânica em 11/03/2015

    No dia 11/03, às 01:13, foi registrado um evento em diversas estações operadas pela UFRN (RCBR e rede RSISNE). Esse evento não aparece nem nas listas do USGS nem do EMSC. O epicentro e a magnitude do mesmo foram calculados pela USP utilizando diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira, que engloba estações operadas pela USP, ON, UnB e UFRN. 
    O evento em tela ocorreu entre a dorsal e o litoral do NE do Brasil. O epicentro está localizado a aproximadamente 608 km a NW de Fernando de Noronha, 612 km a W de São Pedro e São Paulo, a 670 km a NE de Fortaleza e a 760 km a N de Natal.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR). Os triângulos azuis indicam a localização das estações da rede RSISNE mais próximas do epicentro.
    O registro desse evento na estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho. Acima do evento está registrado o sismo da Colômbia de magnitude 6.2.
    Este evento mostra a importância da rede RSISNE não só no monitoramento da atividade sísmica em terra mas também no oceano. Sem a rede esse evento poderia ser percebido, como foi em RCBR, mas não seria possível determinar seus parâmetros (epicentro e magnitude).

Fonte: LabSis/UFRN, USGS, USP
Joaquim Ferreira, Guilherme Sampaio, Eduardo Menezes

quarta-feira, 11 de março de 2015

Novo tremor na região de João Câmara-RN em 09/03/2015 (hora local)

    No dia 09/03, às 21:22, hora local (00:22 UTC do dia 10/03), ocorreu um novo tremor na região de João Câmara, desta vez de magnitude 2.0. Esse evento foi registrado por diversas estações operadas pelo LabSis.
    O mapa de localização epicentral é mostrado na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do evento está simbolizado pela estrela vermelha. Os triângulos vermelhos indicam o local das estações em operação na região, Riachuelo (RCBR) e João Câmara (ACJC). Em destaque os limites dos municípios de João Câmara e Poço Branco.
    O registro desse evento na estação RCBR está mostrado na Figura 2.

Figura 2. Registro do evento em RCBR.
    O evento ocorreu na região de Lagoa Rachada, no limite dos municípios Poço Branco e João Câmara, na mesma região onde se iniciou a intensa atividade sísmica de julho de 1986. Naquela ocasião, até 1993, mais de 50.000 tremores foram registrados pelos sismógrafos instalados para monitorar a atividade sísmica. Ocorreram dois tremores de magnitude da ordem de 5.0 (5.1, em 30/11/1986 e 5.0 em 09/03/1991), mais de 10 de magnitude acima de 4.0 sendo que, o efeito de tudo isso foi que centenas de edificações ficaram inabitáveis e houve pânico e fuga da população. Foi a sequência sísmica que causou mais danos em toda a história do Brasil.
    Mais uma vez, temos nova atividade sísmica na região de João Câmara e, mais uma vez, podemos afirmar que é impossível saber como a mesma vai evoluir. Em outubro de 2011 a atividade começou mas em poucas semanas  a atividade decaiu e desapareceu. Agora é agora, e tudo pode acontecer.

Fonte: LabSis/UFRN; RSISNE; INCT-ET
Joaquim Ferreira, Eduardo Menezes

domingo, 1 de março de 2015

Novo tremor na cordilheira meso-oceânica em 01/03/2015

    Hoje,  01/03 às 01:42 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal meso-oceânica desta vez de magnitude 4.7. O epicentro do tremor está localizado a aproximadamente 120 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, dentro do limite de 200 milhas, ou 370 km, da Zona Econômica Exclusiva do Brasil), a 698 km  a NE de Fernando de Noronha, a 1.045 km a NE de Touros, a  1.070 km a NE de Natal e a 1.250 km a ENE de Fortaleza.
    O mapa de localização epicentral está na Figura 1.

Figura 1. Mapa de localização epicentral. O epicentro do sismo está simbolizado pela estrela vermelha. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).
    O registro desse evento pela estação RCBR é mostrado na Figura 2.

Figura 2. Sismograma de 24h da estação RCBR. O registro do evento está dentro do retângulo vermelho.
Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira